A contemporaneidade da linguagem circense no Rio de Janeiro do século XIX

Daniel de Carvalho Lopes, Erminia Silva

Resumo


Esta pesquisa teve por objetivo o levantamento e análise das produções de variadas companhias circenses que atuaram na cidade do Rio de Janeiro nos anos de mil e oitocentos, com o intuito de compreender como se produziram na capital do Império e o quanto incorporaram e dialogaram com elementos sociais, culturais, políticos e tecnológicos do período, ou seja, o quanto essa linguagem esteve e ainda está em permanente imersão e consonância com os períodos e locais onde se processa, evidenciando, dessa forma, sua contemporaneidade. Assim, o espetáculo circense, longe de ser apenas um produto de entretenimento revela o seu longo, rigoroso e complexo processo de formação e constituição artística e de permanente transformação e reinvenção. A pesquisa foi realizada por meio da organização e investigação de um banco de fontes composto por  bibliografias referentes principalmente à história do circo e por 67 diferentes títulos de periódicos oitocentistas, disponíveis na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, pertencentes a 44 diferentes anos, em que constam um total de 1.610 ocorrências a respeito da atuação de circenses no Rio de Janeiro, sendo elas propagandas, críticas,sátiras, gravuras, notas e notícias e notas marítimas.


Palavras-chave


Artes do Corpo; Artes Cênicas

Texto completo:

PDF